quinta-feira, fevereiro 28, 2008

IDADE DA LOBA


Cheiro de fêmea, perfumes libertos
Desejos à solta outrora contidos
Vento que os leva, odor que embriaga
Carne que sente a loucura da loba.

O corpo suado, o toque ao de leve
O gemido gritado, o gosto adoçado
Cabelo ao vento, excitante partilha
Momentos brutais de tensão danada.

Com jeito atrai, carinhosa, sensual
Com garra cativa, envolve e domina
Encantos tamanhos de saber profundo
Fascina a presa, enlaça e conquista.

Experiente da vida, idade é saber
E hoje em vigor, saborosa e madura
Aprendeu a viver segura de si
Atrai a atenção num olhar de quem sabe.

Mas digna e fiel, sem rubor nem medo
Sabe acender o calor do amor
Conhece os meandros, o sabor do prazer
Desperta os sentidos, a loba é MULHER!

1 Comments:

Blogger Bruxinhachellot said...

Estive afastada de seu mundo titânico, pois tinha perdido o caminho até aqui. Voltando no tempo reencontrei-te. Vou linkar-te para não me perder mais ok?

Beijos de Sol e de Lua.

04 março, 2008 16:16  

Enviar um comentário

<< Home


Druidess Druid